O Conde De Monte Cristo - Alexandre Dumas

No mês de maio terminei a leitura do meu primeiro calhamaço, comprei esse livro no inicio desse ano (2017), depois de assistir e me apaixonar pela resenha feita pela Tati Feltrin, no canal dela no youtube. Foram exatamente 90 dias de muita leitura, e eu simplesmente amei toda a estória! Fiquei encantada com a escrita fácil e compreensível do autor, estou muito curiosa para ler outros livros dele. Para mim esse livro é muito atual, pois, o ser humano continua vingativo e muitos movidos pela ganância fazem mal aos seus semelhantes, não importando se é da família ou não. Esse livro para mim tem algumas falhas, mas, nada que atrapalhe a compreensão do leitor. Assisti ao filme duas vezes durante a leitura, e não gostei, por ser muito vago, e ter trocado a estória de vida de vários personagens e até mesmo os finais, mesmo sendo uma adaptação para o cinema poderia ter sido mais fiel ao texto.
Depois de ter exposto a minha opinião sobre ele vou contar um pouco para vocês sobre a estória, Edmond Dantés, um marinheiro que acabara de receber o posto de capitão do navio por mérito e de pedir em casamento a catalã Mercedes, é preso sob falsa acusação de ser bonapartista. Mesmo sem ele saber possui dois grandes inimigos que não querem a sua felicidade, um que deseja ser capitão do navio e outro o amor da Mercedes, por isso se juntaram para arruinar com a vida do Dantés, que fica preso no castelo D’If durante catorze anos. Durante o tempo em que está preso Edmond conhece o abade Farias que ensina a ler, escrever, matemática, física, idiomas e com astúcia acaba saindo de lá, tornando-se O conde de monte cristo, vingando-se de seus inimigos. Esse livro mostra que mesmo a vingança sendo bem planejada, elaborada e executada, quando enfim é concluída não acalma a alma, ao contrario deixa uma pergunta: Será que eu fui longe de mais?
“Em troca da sua ajuda, eu ofereço algo muito valioso”. 
“Minha liberdade?”
“Não, a liberdade pode nos ser tirada, como você bem sabe. Eu te ofereço meu conhecimento”
“Na vida somos reis ou peões.”

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Topo